Tribuna do Interior

Tocantins, Terça-feira, 26 de outubro de 2021.
16/10/2015 - 19h00m

De Monte Alegre (GO): no Jornal Nacional Engraxate realiza sonho e vira advogado em Goiás

Do JN 
Jornal Nacional

O caso do ex-engraxate e agora advogado Joaquim Pereira ganhou milhões de lares nesta quinta-feira (15). 

Junto com a mudança, Joaquim trouxe pra capital uma caixa de engraxate. Era engraxando sapatos que ele ganhava a vida em Monte Alegre de Goiás, onde nasceu. Em Goiânia, foi justamente com a mesma caixinha que ele resolveu o problema da falta de dinheiro para pagar a faculdade.

O trabalho começou primeiro nas ruas, boca a boca mesmo. Aos poucos, foi ficando conhecido em Goiânia e ganhando clientes fiéis. No fórum da cidade, os juízes viraram fregueses e mais que isso: admiradores da história de vida do rapaz que queria ser advogado.

"Que maravilha seria que milhares de brasileiros como ele tivessem essa coragem de enfrentar as dificuldades, buscar seus objetivos e lutar com honestidade até chegar a esse ponto. E eu tenho certeza que ele não vai parar por aí", garante o juiz e cliente Marcus da Costa.

Cada engraxada: R$ 10. Mas os clientes amigos sabiam que era pouco diante da necessidade do Joaquim. Então quem podia sempre dava mais. "Para ajudar ele, eu via vários corretores pagando até mais que os R$ 10 para estar dando uma força para o Joaquim", lembra o corretor Leandro Marcelino.

E foi assim, com alegria estampada no rosto, simpatia e engraxando sapatos que ele terminou a faculdade.

Joaquim comemora mais uma conquista: passou na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A festa é presente dos advogados do escritório onde ele sempre passava para engraxar os sapatos da turma. Só que agora é diferente. Todo mundo virou colega de profissão.

Joaquim recebeu homenagens. "Mais que uma bela história de vida, de lutas e de vitórias, é através do seu exemplo de amor ao trabalho e imensa capacidade de superação que o qualifica não só como advogado, mas a um guerreiro que nos orgulha e nos enche de esperança! Parabéns guerreiro", afirmou o advogado Flávio Rodovalho.

"Daqui uns dias eu irei dizer com muita honra que fui engraxate e que através da caixa de engraxar eu consegui me tornar um advogado. Isso é motivo de orgulho", diz Joaquim.

O Joaquim tem um recado para os clientes: ele vai engraxar sapatos só até o fim de 2015.
Depois ele vai se dedicar totalmente à profissão de advogado.

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente