Tribuna do Interior

Tocantins, Sexta-feira, 24 de setembro de 2021.
30/08/2021 - 18h11m

Deputado Valdemar Júnior vota contra PL do governo que permite a concessão de Parques à iniciativa privada

Dicom Aleto 
Foto: Divulgação Dicom AL/TO
Valdemar Júnior que estava em viagem, cumprindo agenda do partido, participou da sessão de forma remota, e lamentou a forma como foi conduzida a votação.
Valdemar Júnior que estava em viagem, cumprindo agenda do partido, participou da sessão de forma remota, e lamentou a forma como foi conduzida a votação.

O deputado estadual Valdemar Júnior (MDB) votou contra o Projeto de Lei nº 05/2021, do executivo, que autoriza o Estado a conceder à iniciativa privada a concessão de Parques Estaduais, dentre eles o Jalapão e outras Unidades de Conservação (UCs).

Mesmo depois de uma semana de embates e debates, ocorridos em audiência pública na Casa de Leis, com a participação de prefeitos, vereadores, empresários, lideranças políticas e comunidade da região do Jalapão, o PL, de autoria do governador Mauro Carlesse, foi aprovado na Assembleia Legislativa do Tocantins, na noite desta terça-feira, dia 24, com 16 votos a favor e 04 contra.

Valdemar Júnior que estava em viagem, cumprindo agenda do partido, participou da sessão de forma remota, e lamentou a forma como foi conduzida a votação.

"O projeto de lei jamais devia ter entrado na pauta da AL dessa forma, sem antes os deputados terem ouvido e consultado a população da região do Jalapão. O que eu pedi aos meus colegas deputados, foi prudência, transparência e principalmente que a população que será impactada, pudesse ser ouvida lá no seu município, em uma audiência pública, para que todos tomassem conhecimento profundo do projeto", lamentou o deputado.

Insatisfeito com a condução da aprovação da matéria, Valdemar disse que, o ideal seria que a Assembleia Legislativa realizasse as audiências públicas nos nove municípios que compõem o Consórcio dos Municípios da Região do Jalapão, para que todos pudessem participar ativamente do debate de forma democrática e respeitosa.

"Infelizmente a matéria passou, e a participação do povo ficou limitada só àqueles que tiveram condições de vir à Palmas, para participar da audiência pública e da sessão plenária. O interessante e democrático, seria se nós pudéssemos ir ao encontro da população, para fazer esse debate nos nove municípios que compõem a região do Jalapão", advertiu.

O deputado ainda lembrou que os empresários, donos de pousadas, prestadores de serviços de transporte ao turista, guias e moradores em geral da região, estão assustados, sem saber o que vai acontecer de fato com o futuro deles.

"Todos os dias eu recebo mensagens do povo do Jalapão, em grupos do WhatsApp. E eu tenho escutado muitas coisas, umas sensatas e outras não. O povo está assustado e pedindo socorro. A desinformação e a falta de conhecimento são grandes, porque não sabemos qual é a real intenção do governo," ressaltou.(Assessoria)

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente