Tribuna do Interior

Tocantins, Sexta-feira, 24 de setembro de 2021.
23/08/2021 - 15h52m

Em tentativa de assalto bandido morre durante em Campos Belos (GO). Comparsa ficou preso debaixo de carro

Do blog Dinomar Miranda 
FOTO: Divulgação whatsApp

Uma ação criminosa, com troca de tiros, assustou os moradores de Campos Belos (GO), nordeste de Goiás, na manhã desta segunda-feira (23), e deixou um morto.

Era por volta das 9h da manhã, quando uma dupla de assaltantes abordou um empresário do ramo de postos de combustíveis da cidade.

Pelas imagens, vê-se que o empresário e um funcionário chegam nas imediações da Caixa Econômica Federal, no setor Aeroporto, próximo ao Centro Olímpico Padre Magalhães, com a intenção de fazer o depósito de valores apurados durante o fim semana.

A caminhonete do empresário aparece nas imagens segundos depois da passagem de uma viatura da Polícia Militar. Com extrema ousadia, aparece a dupla de bandidos em uma motocicleta, que para o veículo ao lado da picape.

Um dos ladrões desce da garupa armado, aborda o funcionário do posto de combustível, que tinha acabado de descer pela porta do passageiro e anuncia o assalto.

A ação é rápida e segundos depois o garupa da motocicleta volta com um objeto, que parece ser a sacola do dinheiro. O outro bandido permanece o tempo todo na moto, aguardando o desfecho, para a fuga, mas em pouco tempo tudo sai errado para os assaltantes.

O garupa volta à motocicleta e cai ao tentar subir no veículo. O empresário, que dirigia a picape, avança e atropela o veiculo dos criminosos. Um deles cai e fica preso debaixo do carro, junto com a moto.

O outro foge em direção à escadaria do Centro Olímpico e começa a atirar contra o empresário, que reage prontamente, acerta o criminoso, que caiu morto a pouco metros.

REVOLTA E TRISTEZA DE UM PAI

Uma tristeza.

Essa pode ser a definição da cena gravada por populares, nesta segunda-feira (23), em Campos Belos (GO), logo após a ação criminosa em frente à Caixa Econômica, que acabou com um bandido morto, numa tentativa de assalto.

Algemado, deitado no chão, ainda sob a carenagem da caminhonete, o bandido sobrevivente ouviu um sermão desesperador do próprio pai.

Contido por populares próximo ao carro, o pai se agachou e começou a gritar em direção do filho, que passivelmente apenas ouviu. "Trabalhei tanto na vida; sofri muito, mas nunca roubei". Você é uma decepção, uma vergonha. Você acabou comigo".

Constrangido, triste e envergonhado, o pai pediu desculpas à comunidade e ao empresário vítima da dupla. "Peço desculpas da todos, pela minha família, por quem me considera. Esse homem que você assaltou é um homem de bem, um trabalhador, honesto, nosso conhecido".

Uma tristeza; uma cena que dói no coração de qualquer pai.

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente