Tribuna do Interior

Tocantins, Sexta-feira, 24 de setembro de 2021.
24/08/2021 - 07h06m

Gasolina mais cara do Brasil é vendida no Tocantins, a R$ 7,36 por litro, segundo ANP

Parte da materia extraido do Portal AF Noticias 
Foto: Divulgação
ANP interditou bombas em quatro postos de combustíveis no município de Dianópolis
ANP interditou bombas em quatro postos de combustíveis no município de Dianópolis

A gasolina comum teve alta significativa durante a semana passada e chegou a R$ 7,36 em postos de combustíveis no Tocantins, segundo pesquisa publicada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) na última sexta-feira (20).

A pesquisa realizada na semana entre 15 e 21 de agosto aponta que o Tocantins tem a gasolina mais cara do Brasil: a R$ 7,36 por litro em Porto Nacional. O menor valor encontrado no estado foi de R$ 5,75 - gerando um preço médio de 6,156 (o 7º maior do país). Na capital Palmas, o valor máximo chega a R$ 6,19.

Na semana passada, a Petrobras anunciou um aumento de cerca de 3,5% no valor médio da gasolina em suas refinarias, para R$ 2,78/litro, buscando um alinhamento com o mercado internacional. Foi a segunda semana consecutiva de aumentos. 

POSTOS INTERDITADOS

Na semana passada, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) interditou bombas em quatro postos de combustíveis no município de Dianópolis, sudeste do Tocantins. Segundo o órgão, os equipamentos estavam fornecendo menos combustível do que o registrado na bomba.

"CULPA DOS GOVERNADORES"

Em evento em Manaus no dia 18 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) culpou parte dos governadores pela alta do preço do gás e dos combustíveis. Ele reconheceu a inflação e disse que o povo tem razão em reclamar.

"Sabemos que a inflação está batendo na porta de vocês, mas lá atrás grande parte dos governadores e da nossa mídia disse que deveríamos respeitar aquela máxima: ‘fique em casa que a economia a gente vê depois’", discursou.

Mas eu pergunto, são os governadores que autorizam os aumentos de preços do combustíveis? A maioria dos brasileiros sabem que quem autoriza os reajustes é a Petrobras, autarquia do governo federal e parte dos impostos os governos estaduais, mas os impostos são fixos em percentual.

9 REAJUSTES EM 2021

A Petrobras já subiu nove vezes o valor do litro da gasolina vendida nas refinarias neste ano, pressionada pela alta nos preços do petróleo no mercado internacional.

Na bomba, o combustível já acumula alta de 28,21% no país. Esta elevação de preços acontece ao mesmo tempo em que o consumo interno e externo aumentam. Com isso, a avaliação de especialistas é que o preço deve continuar a subir nos próximos meses.

Preço da gasolina comum, segundo a ANP

 

Em R$/litro:

Preço médio

Preço mínimo

Preço máximo

BRASIL

5,956

4,990

7,360

RIO DE JANEIRO

6,485

5,899

7,059

ACRE

6,450

6,190

7,130

DISTRITO FEDERAL

6,357

6,299

6,399

PIAUÍ

6,307

5,085

6,599

GOIÁS

6,274

5,870

6,679

MINAS GERAIS

6,185

5,899

6,759

TOCANTINS

6,156

5,750

7,360

RIO GRANDE DO SUL

6,149

5,729

7,189

RIO GRANDE DO NORTE

6,108

5,980

6,290

10º

SERGIPE

6,092

5,789

6,789

11º

RONDÔNIA

6,064

5,850

6,490

12º

BAHIA

6,060

5,810

6,579

13º

ALAGOAS

6,042

5,870

6,499

14º

ESPÍRITO SANTO

6,041

5,799

6,440

15º

PARÁ

6,035

5,580

6,699

16º

MATO GROSSO DO SUL

5,956

5,769

6,430

17º

MATO GROSSO

5,948

5,629

6,510

18º

CEARÁ

5,935

5,590

6,390

19º

PERNAMBUCO

5,907

5,673

6,399

20º

MARANHÃO

5,905

5,749

6,199

21º

AMAZONAS

5,798

5,759

6,200

22º

PARAÍBA

5,791

5,599

6,089

23º

SANTA CATARINA

5,740

5,399

6,099

24º

PARANÁ

5,738

5,229

6,550

25º

RORAIMA

5,637

5,580

5,720

26º

SÃO PAULO

5,626

4,990

6,549

27º

AMAPÁ

5,143

5,110 ​

5,350 ​

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente