Tribuna do Interior

Tocantins, Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022.
03/01/2022 - 17h14m

Maisde 2 mil jovens tocantinenses já se inscreveram para o projeto de primeiro emprego To Mais Jovem

Lara Cavalcante/ Governo do Tocantins 
Foto: Divulgação

O projeto TO Mais Jovem tem expectativa de inserir mais de 6 mil pessoas com idade entre 16 e 21 anos no mercado de trabalho tocantinense. Os jovens selecionados trabalharão nos órgãos que compõem a administração direta e indireta do Governo Estadual do Tocantins. As inscrições seguem abertas e os interessados devem acessar o site www.flem.org.br e clicar no banner digital para serem direcionadas ao cadastro.

A proposta do Projeto é auxiliar os jovens na busca do primeiro emprego e é direcionado àqueles que estão cursando ou já tenham cursado todo o ensino fundamental, médio ou de nível técnico na rede pública de ensino, municipal ou estadual.

Para o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, José Messias Araújo, a forte adesão nos primeiros dias de inscrição revelam a grande sede por trabalho e conhecimento dos jovens tocantinenses: "Esse Projeto fará uma grande diferença para a juventude é o futuro do nosso Estado". Declara o gestor.

Segundo a responsável pelo Projeto na Fundação Luiz Eduardo Magalhães (Flem), Maria Carla, ao contrário do que foi divulgado inicialmente não será necessário o envio de currículo no ato da inscrição: "No próprio cadastro já incluímos as perguntas que deveriam estar contidas no currículo para facilitar o processo". Explica Maria Carla.

Sobre o Projeto

O Projeto é uma iniciativa do Governo do Tocantins por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), com apoio e orientação pedagógica da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). O programa será financiado com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), na ordem de R$ 107 milhões, nos anos de 2021 e 2022.

A empresa que executará o To Mais Jovem é a Fundação Luiz Eduardo Magalhães (Flem) que tem por finalidade social realizar pesquisas, planejar, fomentar, apoiar e executar projetos e atividades nas áreas de desenvolvimento e capacitação de pessoas, de modernização da gestão e dos serviços públicos.

O contrato de trabalho dos jovens selecionados será de até 13 meses, oportunizando o primeiro emprego formal remunerado, além de qualificação profissional e atendimento psicossocial e psicopedagógico aos jovens trabalhadores atendidos. O limite de idade não se aplica ao jovem com deficiência. Os contemplados serão remunerados com R$ 568,32 mais o auxilio transporte no valor de R$ 169,40.

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente