Tribuna do Interior

Tocantins, Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022.
30/11/2021 - 10h25m

Marcelo Miranda confirma que é pré-candidato ao Senado em 2022: 'estou à disposição'

Fonte AF Noticias 
Foto: Divulgação
depois de ter sido deputados por varios mandatos, Marcelo Miranda foi eleito governador do Tocantins três vezes e uma vezpara o senado
depois de ter sido deputados por varios mandatos, Marcelo Miranda foi eleito governador do Tocantins três vezes e uma vezpara o senado

Eleito governador do Tocantins por três vezes, Marcelo Miranda confirmou ao AF Notícias que é pré-candidato ao Senado Federal nas eleições de 2022. É a primeira vez que o ex-governador assume de maneira pública o cargo que pretende disputar no próximo pleito.

"Na reunião da Executiva Estadual do MDB tive a oportunidade de ouvir todos os companheiros e surgiu nosso nome como pré-candidato ao Senado. Eu disse que estaria à disposição pelo nosso partido, como sempre, tenho procurado trabalhar com muita transparência na minha vida pública", afirmou Marcelo Miranda.

O ex-governador ressaltou que não se trata de um projeto político pessoal, mas de uma construção de grupo do MDB.

"Entendi da importância de colocar o nome à disposição, não por uma questão pessoal minha, mas para ser avaliado pelos nossos companheiros da Executiva Estadual e pelo nosso povo tocantinense. Nós demos o start para que novas reuniões possam vir também e não [vamos] fechar as portas para ninguém. Pelo contrário, as portas estão abertas e podem surgir outros pré-candidatos também. Isso é discutível", ponderou.

A reunião contou com a presença de todos os membros da Executiva Estadual do partido, bem como de lideranças emedebistas e deputados estaduais, com exceção de Nilton Franco, que estava viajando, e do senador Eduardo Gomes e da deputada federal Dulce Miranda, em razão de compromissos em Brasília. O ex-vereador de Araguaína, José Ferreira Barrros Filho, o Ferreirinha, também estava presente. Ele é pré-candidato a deputado federal.

Na ocasião, a Executiva ainda discutiu se o MDB lançará candidatura própria ao governo ou se debaterá com outros pré-candidatos a junção de forças.

"O MDB sempre foi protagonista em todas as eleições, com exceção de 2018 que não tivemos candidatos [majoritários], e estamos nos preparando para discutir em igualdade de condições com os demais partidos e segmentos organizados da sociedade", finalizou o ex-governador.

Em 2010, Marcelo Miranda foi eleito senador, com 340.931 votos válidos, mas teve o diploma negado com base na Lei da Ficha Limpa. Quem assumiu na época foi o terceiro colocado, Vicentinho Alves (PL).

© 2015 - Tribuna do Interior - Todos os direitos reservados.
Expediente